Santos Dumont – Biografia Resumida, Características, Principais Fatos e História

Considerado o pai da aviação, Santos Dumont foi o responsável por fazer com que o homem pudesse voar. Além disso, criou diversos outros elementos que colaboraram para o desenvolvimento da humanidade como o chuveiro quente, o relógio e o próprio avião.

Mundialmente reconhecido, Santos Dumont foi homenageado por diversas vezes ao longo de sua vida e, também, após sua morte. Para saber mais sobre a vida e a carreiro do cientista e inventor acompanhe a leitura e não perca as curiosidades.

Biografia completa de Santos Dumont

Santos DumontAlberto Santos Dumont, mais conhecido como Santos Dumont, nasceu em Palmira no estado de Minas Gerais em 1873. Atualmente, a cidade natal homenageia Santos Dumont, pois leva seu nome.

Quando era pequeno Santos Dumont era reconhecido por sua inteligência e genialidade, pois era extremamente curioso e capaz de construir e consertar pequenas coisas como brinquedos.

Com isso, Santos Dumont passou a estudar mecânica devido aos conselhos do pai. Uma proposta de se aprofundar nos estudos surgiu para Santos Dumont em 1891 e ele foi para Paris.

Por conta disso, teve contato com as áreas de ciências, engenharia, física, química, eletricidade, mecânica, aeronáutica, entre outros temas semelhantes. A partir daí, começou a investir em experimentos e se tornou um grande cientista.

Os registros de suas obras passaram a ser compostos por balões, dirigíveis, ultraleves, aviões, chuveiro de água quente, relógio de pulso, hangar e outros. Com o passar dos anos e conforme o sucesso da carreira, Santos Dumont também se dedicou a astronomia.

Após anos de sucesso na carreira, Santos Dumont foi acometido por uma doença denominada como esclerose múltipla. Com isso, envelheceu rapidamente e preferiu se recolher em casa, ficando isolado da sociedade. Além disso, ele se sentia muito cansado para continuar atuando na área de aviação e abandonou por completo as atividades.

Em 1914, quando se deu a Primeira Guerra Mundial, os aeroplanos começaram a ser utilizados na guerra a fim de observação tropas inimigas e realizar combates aéreos. Por conta da tamanha violência em que o uso dos aeroplanos foram empregados, Santos Dumont viu seu sonho se transformar em pesadelo.

Desse modo, Santos Dumont passou a sofrer com depressão e encontrou refúgio em Petrópolis, no Rio de Janeiro, Brasil. Em 1932, foram utilizados aviões na revolução constitucionalista para atacar o Campo de Marte, em São Paulo.

Nessa época, Santos Dumont estava em Guarujá e, possivelmente, avistou aviões em combate próximo à região. Esse fator foi determinante para aflorar a angústia de Santos Dumont que, em 23 de julho, aproveitou a ausência de familiares na residência e optou por suicidar-se aos 59 anos de idade.

Confira todos os detalhes sobre a vida e descobertas de Sants Dumont para além da aviação no documentário completo disponível, abaixo:

Biografia resumida

  • 1873 – nascimento de Santos Dumont;
  • 1898 – criou o “n.º1 dos charutos voadores;
  • 1901 – deu a volta na Torre Eiffel pilotando o balão “n.º 6”;
  • 1906 – voou com o “14 Bis”;
  • 1910 – encerrou a carreira;
  • 1932 – Santos Dumont se suicidou.

Lista de obras de Santos Dumont

Entre todas as obras e invenções de Santos Dumont, podemos mencionar aquelas que foram destaques e consideradas as melhores:

  • Balão a gás: em 1898 ele realizou o primeiro voo de um balão com propulsão própria, em Paris, na França;
  • Dirigíveis: ele realizou uma série de experimentos com o Dirigível nº6 e recebeu o Prêmio Deutsch;
  • Ultraleves: Dumont conquistou os céus de Paris, atingindo uma velocidade recorde de 96 km/h, com um avião de 30 metros de comprimento, 7 metros de largura e 11 metros de altura;
  • Avião (14 bis): realizou o primeiro voo em um transporte mais pesado que o ar. Com isso, confirmou a possibilidade de um homem voar e conquistou o prêmio Archdeacon;
  • Chuveiro quente: foi uma das invenções mais necessárias e se deu em Petrópolis, no Rio de Janeiro;
  • Relógio de punho: para saber o tempo enquanto estivesse no ar, Santos Dumont projeto um relógio com alças para fixar no punho;
  • Hangar: inventou um grande galpão para estacionar aeronaves e armazenar todos os equipamentos e outros itens;
  • Santos Dumont escreveu o livro “Dans-L’air” em 1904;
  • Santos Dumont escreveu o livro “O que Vi e o que Nós Veremos” em 1918.

Biografia de Santos Dumont

Principais características

Santos Dumont foi homenageado com praças, ruas, avenidas, museus e escolas dedicados com seu nome por todo o Brasil. Além disso, Santos Dumont criou um dos transportes mais importantes para o desenvolvimento da humanidade, o avião.

Deixe seu Comentário

WebGo Content