Mauricio de Sousa – Biografia resumida

Maurício de Sousa (1935-) é um cartunista, empresário e escritor brasileiro. É conhecido especialmente pela criação da popular Turma da Mônica, que conta com alguns dos personagens brasileiros mais conhecidos: Mônica, Cebolinha, Magali e Cascão.

Se você deseja saber um pouco mais a respeito deste grande gênio brasileiro dos quadrinhos, confira a seguir a biografia de Maurício de Sousa, contendo os principais acontecimentos de sua vida.

Biografia de Maurício de Sousa

Nascimento e primeiros anos

Maurício de Sousa nasceu em Santa Isabel, em São Paulo, em 27 de outubro de 1935. É filho de Antônio Maurício de Sousa e Petronilha Araújo de Sousa, ambos poetas. Por conta disso, desde cedo teve contato com a arte, pois seu pai, além de poeta, era também pintor e compositor.

Maurício de Sousa começou a desenhar desde pequeno. Quando a família se mudou para Mogi das Cruzes, Maurício passou a fazer cartazes e ilustrações para jornais e rádios da região.

Início da carreira como desenhista e criação dos personagens

Em 1954, então com 19 anos, mudou-se para São Paulo e, decidido a trabalhar como desenhista, passou a procurar emprego de ilustrador. Porém, conseguiu apenas um emprego de repórter policial na Folha da Manhã, onde trabalhou por cinco anos. As reportagens eram acompanhadas de desenhos, que agradavam o público.

Foi na Folha da Manhã, inclusive, que Maurício de Sousa lançou sua primeira tirinha com aquele que viria a ser um de seus mais famosos personagens: Bidu, acompanhado por seu dono, o Franjinha. Isso aconteceu em 1959 e, a partir daí, Maurício começou a dedicar-se integralmente às tirinhas, abandonando, portanto, as reportagens policiais.

Foi numa das tirinhas da dupla Bidu e Franjinha, em 1960, aliás, que surgiu o icônico personagem Cebolinha, o menino de cabelos espetados. Em 1961, ele cria Cascão, o menino que tem medo d’água.

Em 1963, em parceria com a jornalista Lenita Miranda de Figueiredo, Maurício criou a Folhinha de S. Paulo. Nessa mesma época, surge a personagem Mônica, numa das tirinhas do Cebolinha, por ser confrontado pelo público por apenas criar personagens masculinos. Magali viria a ser criada no ano seguinte, em 1964, aparecendo também em uma tira do Cebolinha.

Ainda em 1963, Maurício cria o seu próprio estúdio, então chamado Bidulândia Serviços de Imprensa, que mais tarde mudaria o nome para Maurício de Sousa Produções, nome que mantém até os dias de hoje.

Ditadura militar

Juntando-se a outros desenhistas, integrou a Associação de Desenhistas de São Paulo (ADESP), tornando-se até mesmo presidente da associação. Porém, por conta do golpe militar de 1964 e o início da ditatura militar, afastou-se da associação por considerar que ela estava ganhando contação política.

Por conta disso, ele entra em uma espécie de “lista negra” de cartunistas de São Paulo e precisa recorrer a desenhar para jornais menores. Além disso, também perdeu o seu emprego na Folha da Manhã por recusar-se a tomar partido no movimento de cartunistas que havia surgido.

Consolidação da Turma da Mônica

Em 1970, Maurício de Sousa decide lançar uma revista com a turma principal como a conhecemos hoje. A revistinha recebeu o nome de Mônica e sua turma e trazia os personagens principais criados por Maurício até então. Com o tempo, mais personagens foram sendo incorporados à turma, como os personagens da Turma do Penadinho, por exemplo.

Além disso, do lançamento do primeiro personagem, Bidu, até os dias de hoje, mais de 250 personagens já foram criados. Muitos desses personagens são, aliás, inspirados em membros da família do próprio Maurício.

A expansão da marca

Além de os quadrinhos da Turma da Mônica serem muito populares no Brasil, eles também são bastante conhecidos em diversos países do mundo. Além disso, a Maurício de Sousa Produções ainda lança filmes, programas para a televisão e para o YouTube, jogos eletrônicos, graphic novels e muito mais.

Maurício de Sousa hoje em dia

Em 2011, Maurício de Sousa tomou posse na Academia Paulista de Letras, ocupando a cadeira de número 24. Essa cadeira era ocupada anteriormente pelo poeta Geraldo de Camargo Vidigal e tem por patrono Francisco Quirino dos Santos.

Hoje em dia, Maurício de Sousa, com seus 84 anos, continua à frente das decisões da Maurício de Sousa Produções, contando com a ajuda de sua família.

Biografia resumida

  • 1935 – Nascimento
  • 1954 – Começa a trabalhar como repórter policial da Folha da Manhã e acompanha suas reportagens com ilustrações
  • 1959 – Lança sua primeira tirinha na Folha da Manhã, com os personagens Bidu e Franjinha
  • 1960 – Cria o Cebolinha, como coadjuvante das tirinhas do Bidu
  • 1961 – Cria o Cascão
  • 1963 – Cria a Mônica, que aparece pela primeira vez numa tirinha do Cebolinha; nesse mesmo ano, cria a Magali
  • 1964 – Afasta-se da Associação de Desenhistas de São Paulo e é demitido da Folha da Manhã por não aderir ao movimento dos cartunistas da época contra o regime militar
  • 1970 – Lança a revistinha Mônica e sua Turma, reunindo os personagens principais criados até então. As revistinhas passam a ser publicadas pela Editora Abril.
  • 1987 – As revistas mudam de editora, passando a ser lançadas pela Editora Globo
  • 2007 – A partir de 2007, as revistinhas passam a ser publicadas pela Panini
  • 2011 – Maurício de Sousa toma posse na Academia Paulista de Letras, ocupando a cadeira de número 24

Conheça outras biografias

Gilmar Penter

Fotógrafo, ator e comunicador é apaixonado pelas artes e pela aventura que é a vida. Nas palavras, vê uma chance de mudar o mundo, mesmo que para isso tenha que vir até ele, afinal, passa muito mais tempo no mundo da lua.

Conheça Mais Sobre o Autor

Deixe seu Comentário

WebGo Content