Dom Pedro II – Biografia, Vida e Obras do último imperador do Brasil

A história da família real no Brasil reúne uma série de acontecimentos polêmicos, sendo uma das mais interessantes de se aprofundar. Com figuras bastante importantes na atuação política do país, algumas ganham mais destaque. 

Dom Pedro II, o último imperador do Brasil, teve o reinado mais longo da história da monarquia brasileira, se tornando uma figura essencial para entendermos os rumos que o Brasil tomaria após o fim do seu governo.

Dom Pedro II Imperador do Brasil

Biografia completa de Dom Pedro II

O nome de batismo de Dom Pedro II era Pedro de Alcântara João Carlos Leopoldo Salvador Bibiano Francisco Xavier de Paula Leocádio Miguel Gabriel Rafael Gonzaga. Esse nome extenso segue a tradição da família real. 

Filho de Dom Pedro I e neto de João VI, era membro da família Bragança. Sua mãe, Maria Leopoldina da Áustria,foi uma das figuras mais importantes no processo de Independência do Brasil de Portugal. 

Pela linhagem materna, era sobrinho de Napoleão Bonaparte, recebendo logo na infância o título de ‘Dom’. 

Sua mãe morreu após o parto de um segundo filho, quando Pedro tinha 1 ano de idade. As únicas lembranças que teve dela foram adquiridas através de histórias de terceiros. 

Dom Pedro II e a Família Real

Dom Pedro II e a Família Real

Sucessão do trono 

Após seu pai, Pedro I abdicar ao trono devido à movimentação popular que pedia uma nova maneira de governo, e fugir com sua mulher para a Europa, Pedro II foi deixado no Brasil, assumindo o trono de imperador aos cinco anos de idade. 

Por ser incapaz de governar devido à idade, o país passou por um longo período de instabilidade política, com grupos de interesses políticos disputando influência nas decisões governamentais.

Sua infância foi bastante solitária e voltada aos estudos. Pedro II era considerado uma criança bastante inteligente, tendo hábitos regulares de leitura e grande facilidade de aprendizado. 

Aos 15 anos de idade, teve sua maioridade concedida pela Assembléia Geral, permitindo sua coroação. Ocupando oficialmente o cargo de líder da nação, conseguiu estabilizar o cenário político concentrando as tomadas de decisão.

Através de um retrato enviado da Europa, conheceu Teresa Cristina, que viria a ser sua mulher. Nos relatos históricos, é comum encontrar que Pedro II ficou decepcionado com a aparência da mulher, pois o quadro era mais bonito que ela pessoalmente. 

Governo

Seu governo foi marcado por bastante estabilidade econômica, onde o país teve um amplo desenvolvimento com a chegada de fábricas, mulheres conquistando mais espaço na sociedade e o comércio em evolução. 

Entre 1840 e 1850, Dom Pedro II sofreu crises no governo, impulsionadas pela pressão internacional pela abolição da escravatura, que viria a ser promulgada somente em 1888, pela sua filha, Princesa Isabel. 

O fim de seu governo foi motivado pela falta de herdeiros homens, que poderiam assumir naturalmente o trono, bem como o cansaço físico e psicológico de Dom Pedro II. 

O golpe de estado que iniciou a República em 1889 pôs um fim definitivo ao período monárquico brasileiro, expulsando Dom Pedro II do Brasil. 

Confira mais detalhes no documentário completo sobre o reinado de Dom Pedro II:

Biografia Resumida

Nascido Pedro de Alcântara João Carlos Leopoldo Salvador Bibiano Francisco Xavier de Paula Leocádio Miguel Gabriel Rafael Gonzaga, em 2 de dezembro de 1825, Pedro II foi o último imperador do Brasil.

Após seu pai, Pedro I, abdicar do trono devido à pressão popular que demonstrava insatisfação com seu governo voltado às elites, Pedro II, aos cinco anos de idade, é nomeado imperador do país. 

Foi casado com Teresa Cristina, e sua filha mais notável é Princesa Isabel. 

Teve um governo bastante elogiado, principalmente por estimular o desenvolvimento da economia, trazendo indústrias e investimentos internacionais para o país. 

O fim do seu governo teve início com as crises com relação ao uso de mão de obra escrava, que no mundo já não era mais utilizada. O cansaço físico, desestímulo político e a falta de um herdeiro homem, facilitaram o golpe de estado que derrubou seu governo com a Proclamação da República. 

Biografia de Dom Pedro II

A história de Dom Pedro II é contada no livro Imperador Cidadão impressa pela Unesp e que ganhou o prêmio Warren Dean de História do Brasil, da American Historical Association. Na leitura pode-se descobrir como era o homem por trás do imperador e de sua vida pública como governante.

Lista de obras

Fotografia 

Foi o primeiro fotógrafo brasileiro, importando o daguerreótipo, equipamento rústico de produção de imagens em placas de ferro. 

Instituto Geográfico Brasileiro

Fundou o Instituto Geográfico Brasileiro, existente até hoje, desenvolvendo as ciências no país e criando importantes documentos sobre o território nacional. 

Escola de Belas Artes 

Fundada por João VI, a Escola de Belas Artes recebeu massivos investimentos durante o governo de D. Pedro II, por onde passaram importantes artistas consagrados e com importante papel na história da cultura brasileira.

Colégio Pedro II 

Fundou o Colégio Pedro II, um dos centros de ensino mais tradicionais no Brasil, também existente até hoje. 

Principais características

Dom Pedro II foi uma das figuras que mais olharam para o Brasil durante a sua gestão, tendo destaque para: 

  • Populismo;
  • Grandes investimentos em ciência, educação e cultura;
  • Fundação de instituições nacionais;
  • Desenvolvimento econômico.

Deixe seu Comentário

WebGo Content