Buda Gautama – Biografia, História de Vida e Obra

Figura central que deu origem ao budismo, Buda (também grafado como Buddha, e em sânscrito बुद्ध), foi uma entidade religiosa que viveu em um período muito particular da história, e transmitiu seus conhecimentos aos demais. 

Em hindu, Buda significa ‘iluminado’, e foi o título concedido à Siddhartha Gautama, o líder religioso que replicou bondade e sabedoria ao longo de sua vida na Terra.

Embora seja muitas vezes associado à religião, o budismo envolve uma variedade de crenças e filosofias, sendo adotada por muitos como um estilo de vida alternativo. 

Biografia Completa de Buda Gautama बुद्ध

Siddhartha Gautama existiu há cerca de 2.500 atrás, filho de rei e rainha indianos. Sua criação foi digna de príncipe, e em sua juventude destacou-se pelo talento intelectual.

Na vida adulta, começou a se preocupar de forma intensa com a forma de viver. Aos poucos foi perdendo interesse por assuntos comuns ao ser humano, como esportes e política, e abdicou do trono como sucessor do pai.

Aos 29 anos, decide ‘buscar a verdade’, e sai pelo país em busca de mestres que poderiam lhe ensinar como resolver os sofrimentos que a vida causa. 

Quem foi Buda Gautama

Adotando uma vida bastante rigorosa e contemplativa – um dos ensinamentos que adquiriu com o brâmanes – passou 6 anos estudando à fundo diversas escolas e filosofias, sempre na intenção de buscar uma solução os sofrimentos da vida humana. 

Sua pergunta nunca foi respondida, até um dia em que resolveu meditar embaixo de uma figueira, onde encontrando a iluminação que tanto procurava, se autodenominou Buda. 

Ao contrário da maioria das religiões onde seus líderes são seres divinos enviados para salvar a humanidade, Buda foi um homem comum que buscou em si próprio as respostas para suas angústias.

Biografia de Buda

Em seus 80 anos de vida, dedicou 45 a transmitir seus aprendizados para o restante da humanidade. Foi uma figura ativa na luta contra desigualdade, ganhando título de pacificador.

Em seu primeiro sermão, no Parque do Cervo, apresentaria pela primeira vez ao mundo suas principais ideias, que viriam a se tornar os pilares do budismo.

Buda morreu na cidade de Kushinagar, tendo seu corpo cremado a pedido do próprio. Suas cinzas foram compartilhadas entre os principais líderes políticos, como objeto de veneração na índia.

A morte de Buda

Biografia Resumida

Siddhartah Gautama – posteriormente Buda – foi um príncipe da região do Nepal. Viveu sua juventude de maneira bem comum, participando das atividades sociais que eram esperadas dentro do seu meio de convivência. 

Suas habilidades intelectuais tiveram destaque desde muito cedo, e todo esse conhecimento o fez iniciar seu processo de buscar a verdade para o ser humano. 

Abandonando seu posto de herdeiro, Siddhartah partiu em busca de mestres em inúmeras regiões da Índia que pudessem lhe ajudar a encontrar a resposta para o sofrimento humano.

Sem as respostas que esperava, parte novamente em uma jornada, dessa vez sozinho. Em uma meditação, teve o que chamou de ‘iluminação’, dando origem ao nome Buda. 

Encontrando as respostas que procurava em si mesmo, viajou diversas regiões replicando seus aprendizados e ensinamentos, convidando seus seguidores à também encontrarem as respostas que cada um buscava. 

Dedicou 45 anos de sua vida (morrendo aos 80) espalhando suas ideias e fundando o budismo, que até hoje é um movimento que atrai milhões de pessoas ao redor do mundo. 

Confira mais detalhes de quem foi Buda no vídeo, abaixo:

Lista de Obras

Pelo tempo em que viveu, não deixou obras concretas, como livros ou inscrições, mas ao longo do tempo alguns de seus ensinamentos foram sendo replicados. 

Algumas citações creditadas de sua autoria são:

  • ”A mente é tudo. O que você pensa, você se torna.”

  • ”Não habite no passado, não sonhe com o futuro, concentre a mente no momento presente.”

  • ”Três coisas que não podem ser escondidas por muito tempo: o sol, a lua e a verdade.”

Principais características de Buda

Buda é uma figura associada ao autoconhecimento, paz, evolução espiritual e símbolo da igualdade entre os seres humanos. 

Sua filosofia é seguida e adorada até mesmo por não-budistas, que procuram meditar sobre a vida e encontrar respostas que satisfaçam suas angústias, tão intensificadas pela forma que vivemos no mundo contemporâneo.

O budismo é uma filosofia de vida, que busca conectar o ser humano consigo mesmo e ao seu redor, oferecendo outras maneiras de se relacionar, melhores e mais justas para todos de forma igual. 

Deixe seu Comentário

WebGo Content